Um futuro melhor se constrói hoje




ERA DO GUARANÁ DE ROLHA

A guarda portuária está realizando por volta de 04 meses serviços de controle de acesso de pessoas e veículos que queiram adentrar na área dos berços de atracação. Para a realização destes serviços foram colocadas duas GUARITAS como postos de trabalho e apoio para os Guardas Portuários que, “desculpem pelo elogio em chamar AQUILO de GUARITA”. O local de trabalho nestas guaritas não oferecem mínimas condições de higiene, não possui iluminação, ficando as escuras, dependendo da iluminação dos postes do pátio. Além disso, os guindastes realizam suas manobras por cima desta “Solitária e Desumana guarita” o risco de causar um acidente é iminente, somos um pequeno empecilho para os caminhões que lá trafegam com peso acima de 50 toneladas. Quando chove o pandemônio se manifesta ainda mais, chove mais dentro do que fora. Dia de calor nem se fala é poeira para tudo quanto é lado, e a noite somente com GPS é que se consegue localizar o Guarda. Água, somente solicitando ao chefe de equipe e pedindo para alguém levar, agora imagine, se alguém sofre um mal súbito – como já ocorreu - ou um “engasgo” com tanta poeira, o que fazer? Tomar água, se para isso tem que solicitar ao chefe? Banheiro a mesma coisa, tem que pedir para alguém substituir para poder fazer as necessidades básicas. E se as necessidades além de básicas forem urgentes? Como fazer? Nossa indignação se dá em virtude da EXTREMA MOROSIDADE e uma LERDEZA de causar inveja a qualquer Eretmochelys imbricata “TARTARUGA”, jamais vista em uma administração pública para construção de alvenaria ou aquisição de fibra de 02 simples e humanas guaritas. A FALTA DE HUMANIDADE do ente público com seus funcionários, enquanto quem decide se faz ou não está sentado em confortáveis cadeiras com temperatura controlado por ar condicionado, sem poeira, com água a disposição e banheiro disponível. Conversas,Conversas e promessas para tudo quanto é santo. E até agora nada, nada e nada. Vamos entrar em contato com o Ministério do Trabalho de Itajaí e quem sabe até mesmo com o pessoal dos Direitos Humanos pois a nossa guarita é uma SOLITÁRIA - aquelas do tempo da ditadura militar – são muito parecidas, tanto em tamanho, como em função de humilhar e de punir o ser humano.


Confira fotos abaixo:


Clique nas Imagens para Ampliar

Carona Indesejada Carona Indesejada Carona Indesejada Carona Indesejada

Sobre comentários

Os comentários inseridos nesta página são de responsabilidade de seus autores, o SINTAC se reserva ao direito de excluir comentários ofensivos ou que estejam fora da proposta de expressar opiniões de maneira responsável e ética


Comentário Não Associados

Nome:
Título:  


Comentário:

Os comentários de não associados só serão publicados após aprovação da moderação


Comentários sobre esta Notícia

Nenhum comentário para esta notícia

Início Estatuto História Diretoria Financeiro Informativo Contato Legislação Links

© Copyright 2009 - Sintac - Todos os Direitos Reservados