Um futuro melhor se constrói hoje




EXCLUSIVO – QUEM É O INIMIGO DO PORTO DE ILHÉUS?

A incompetência da CODEBA na gestão de itens básicos para manutenção das atividades portuárias no porto do Malhado em Ilhéus tem impactos negativos severos na economia local bem como repele investimentos desenvolvimentistas na região sul da Bahia e deixa a região Oeste, a nova e alvissareira fronteira agrícola, sem alternativas de competitividade perante o TPC.

Alguns aspectos são gritantes :

1         – Falta de manutenção nos equipamentos operacionais de movimentação e nos armazéns – o presidente da CODEBA numa tacada só conseguiu destruir o trabalho do diretor de infra-estrutura da CODEBA na manutenção dos equipamentos e armazens e ainda engendrou processos licitatorios falhos para contratacao de empresas de manutencao. Duas licitacoes foram declaradas desertas. Por outro lado, ao substituir a competente Engenheira Tania Gomes da Coordenadoria de Engenharia, o presidente nomeou um arquiteto que não exerce nem mesmo a profissao;

2         – Assoreamento do berço e do canal reduzindo a profundidade para 9,30m impedindo a atracação de navios quando a profundidade MÍNIMA deveria ser DE 10m. Já existe verba na Secretaria Especial de Portos para realização de manutenção de dragagem mas o presidente da CODEBA mantém este assunto guardado a 7 chaves, sequer dá conhecimento aos seus colegas de diretoria na CODEBA;

3          - Nesta linha, há também verba em Brasilia para a dragagem de aprofundamento para 12m mas o presidente nada fez ou finge que faz para ludibriar os incautos – os prejuizos que este sujeito causa a regiao sao inestimaveis;

4          - Urge também resolver a questão ambiental que está contemplada no bojo do projeto de dragagem mas o presidente nada fez ou nada faz;

5         – A Portaria nº 414, de 30/12/2009 estabelece as diretrizes, os objetivos gerais e os procedimentos mínimos para a elaboração do Plano de Desenvolvimento e Zoneamento Portuário – PDZ e as datas, a CODEBA é a ÚNICA Cia. Docas do BRASIL que ainda não cumpriu a referida portaria;

As relações do presidente da CODEBA com o grupo TPC é sabida e notória:

6         – Despacha semanalmente com Leonardo Barros com quem é visto frequentemente em restaurantes de Salvador ou em condominio ou bares de Praia da Forte no fim de semana, Leonardo Barros é presidente do TPC e filho de Fernando Barros;

7         O presidente criou todos os óbices possíveis para descarga de grãos no porto de Salvador num movimento orquestrado que atingiu diretamente os moinhos J Macedo e Canuelas concorrentes do TPC e ainda transferiu a carga de malte da Schincariol do porto de Salvador para o TPC – flagrantemente impondo prejuizos a CODEBA;

8         A CODEBA por ordem do presidente emitiu um certificado de operação portuaria falso/irregular para uma empresa do grupo TPC poder concorrer em licitação da Petrobras – Este assunto foi levado ao Conselho de Autoridade Portuária do porto de Ilheus o qual requereu a instalação de uma sindicancia para apuracao dos fatos;

9         O presidente viajou ao Paraná para sugerir que um investidor daquele estado interessado na privatização do porto de Aratu admitisse o grupo TPC como sócio no investimento na Bahia;

10     Com um temperamento difícil, inconstante, repleto de vaidades, o presidente conseguiu brigar com tudo e com todos, desde os Diretores, colegas e funcionários do segundo escalão da CODEBA, brigou com os sindicatos laborais da atividade portuária, com os sindicatos patronais da atividade portuária, com representantes do governo em secretarias e outros órgãos relacionados a atividade portuária e até mesmo com diversos usuários do porto, aqueles que em ultima instancia pagam as contas da CODEBA. O presidente Jose Muniz Reboucas só não briga com seus patrões, o TPC.

 

http://www.osarrafo.com.br/v1/2011/07/29/exclusivo-quem-e-o-inimigo-do-porto-de-ilheus/

Sobre comentários

Os comentários inseridos nesta página são de responsabilidade de seus autores, o SINTAC se reserva ao direito de excluir comentários ofensivos ou que estejam fora da proposta de expressar opiniões de maneira responsável e ética


Comentário Não Associados

Nome:
Título:  


Comentário:

Os comentários de não associados só serão publicados após aprovação da moderação


Comentários sobre esta Notícia

Nenhum comentário para esta notícia

Início Estatuto História Diretoria Financeiro Informativo Contato Legislação Links

© Copyright 2009 - Sintac - Todos os Direitos Reservados