Um futuro melhor se constrói hoje




Superintendente garante pagamento da Produção

Superintendente garante pagamento da Produção

Após a catástrofe natural que assolou o estado de Santa Catarina no final do ano de 2008, com a destruição de três berços de atracação do Porto de Itajaí, a produtividade do terminal foi consideravelmente afetada, com isso um novo fantasma começou a assombrar a mente dos trabalhadores, o fim do prêmio de produção

O prêmio de produção é uma gratificação dada aos servidores da Superintendência do Porto de Itajaí para a motivação e garantia da qualidade dos serviços prestados. Como o Porto de Itajaí é um exemplo de produtividade para todos os portos do Brasil há muitos anos, este prêmio passou a ser considerado por muitos dos trabalhadores como parte integrante de seus salários

Dias depois da enchente, tudo o que mais preocupava os trabalhadores era como ficaria a questão do prêmio de produção; com a chegada da nova administração municipal, em clima de terror político, boatos sobre o fim do pagamento do prêmio e outras previsões não menos sombrias foram espalhadas pelos quatro cantos do Porto de Itajaí

Com a posse da nova Administração Municipal o SINTAC solicitou uma reunião com o novo Superintendente, que prontamente atendeu os representantes sindicais, em conversa franca sobre as incertezas e preocupações dos trabalhadores o Superintendente Sr. Antônio Ayres dos Santos Junior foi enfático; O porto continuará pagando o prêmio de produção, esta medida terá como finalidade incentivar a economia local e assistir as famílias dos trabalhadores que tiveram prejuízos com as enchentes de Novembro de 2008

No passado o SINTAC elaborou e encaminhou o ex-superintendente na época uma lista de reivindicações dos trabalhadores da Guarda Portuária, solicitada pelo mesmo, em reunião feita com a Guarda Portuária, para que fossem identificadas as maiores necessidades do setor e se criasse condições para uma melhor execução dos trabalho

O Superintendente Sr. Antônio mostrou estar atento as necessidades dos servidores e solicitou que o SINTAC reencaminhe o documento para que ele possa tomar as medidas necessárias e garantir que as reivindicações dos trabalhadores possam estar sendo atendidas na medida do possível

O SINTAC estará elaborando e encaminhando o quanto antes um novo ofício que deverá ser entregue a apreciação do Sr. Antônio Ayres, contendo não só as necessidades da Guarda Portuária e sim de todos os trabalhadores do Porto de Itajaí

Sobre comentários

Os comentários inseridos nesta página são de responsabilidade de seus autores, o SINTAC se reserva ao direito de excluir comentários ofensivos ou que estejam fora da proposta de expressar opiniões de maneira responsável e ética


Comentário Não Associados

Nome:
Título:  


Comentário:

Os comentários de não associados só serão publicados após aprovação da moderação


Comentários sobre esta Notícia

Autor: José Eduardo Januário Pereira

Produção

Apesar da intenção do Superintendente em pagar o prêmio de produção, o pagamento do benefício neste momento seria no mínimo uma ilegalidade, devido ao fato do terminal não estar movimentando cargas em quantidade suficiente para o pagamento do benefício, sem a modificação da tabela de cálculo de produção

O que ocorre é que os servidores vem recebendo o benefício a muito tempo, eu por exemplo, recebo-o desde março de 2001 um mês após minha admissão na empresa, e meu orçamento familiar foi construído sobre o salário com prêmio de produção, agora infelizmente sou dependente desta bonificação para honrar meus compromissos financeiros

Tenho certeza que o SINTAC em conjunto com a prefeitura e superintendência encontrarão uma forma de resolver este problema

Sugiro ao SINTAC que proponha uma revisão da tabela de produção, que foi estabelecida em um momento muito diferente do atual, onde o porto contava com 4 berços de atracação e todo o pátio, para bater sucessivos recordes, hoje o cenário é bem mais complexo, o porto destruido pelas enchentes, opera em apenas um berço e boa parte do pátio tornou-se inutilizável para o armazenamento de cargas e até mesmo tráfego de veículos pesados

Mesmo sendo diretamente afetado assim como todos os colegas do Porto de Itajaí, acredito que o momento é de diálogo e negociação; em breve tudo estará resolvido e os trabalhadores terão maneiras de pagar suas contas e honrar seus compromissos

Aos interessados, encontrei na internet um caso semelhante ao do Porto de Itajaí onde o benefício foi incorporado aos salários dos servidores, link para a notícia:

Prêmio de incentivo é incorporado a salário de servidores da Sucen

Voltar


Início Estatuto História Diretoria Financeiro Informativo Contato Legislação Links

© Copyright 2009 - Sintac - Todos os Direitos Reservados